seminario CNI principal

Atenta aos cenários presente e futuro da saúde suplementar e seus impactos nas empresas da indústria, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Social da Indústria (SESI) realizaram em Brasília, no dia 22 de março, o 1º Seminário CNI de Saúde Suplementar com a intenção de debater propostas e possíveis soluções para a saúde privada no Brasil entre representantes dos órgãos do Executivo, do Legislativo, do Judiciário e do setor privado.

Rafael Lucchesi, diretor-superintendente do SESI, lembrou que atualmente, as empresas são as principais financiadoras da saúde. A trajetória crescente de custos dos planos de saúde coletivos oferecidos por empresas tem imposto grandes dificuldades ao setor privado na manutenção de benefícios a mais de 37 milhões de trabalhadores. Ramiro Sant’Anna, defensor público e membro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), afirmou que os problemas que o Brasil está passando com a saúde, outros países também vêm atravessando.

Emmanuel Lacerda, gerente-executivo de Saúde e Segurança na Indústria do SESI, ressaltou os esforços recentes para a construção de uma agenda das empresas do setor industrial para pautar a discussão sobre o cenário da saúde suplementar. Um primeiro ponto definido foi o desenvolvimento de um estudo técnico – o primeiro do tipo realizado por empresas contratantes – para avaliar o impacto das tecnologias e procedimentos que se tornaram obrigatórios nos planos de saúde no orçamento das empresas ao longo do tempo.

Apresentado no seminário, o trabalho estimou em R$ 2 bilhões os custos adicionais, um acréscimo de 1,49% sobre a lista anterior do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da Agência Nacional da Saúde (ANS), órgão que regula o sistema de saúde suplementar. Há um impacto futuro no orçamento e as empresas são pressionadas por esses números. Nenhuma empresa quer descontinuar seu plano para seu trabalhador. A preocupação é em como manter o benefício para o trabalhador, maximizando a sua saúde.

O diretor-presidente-substituto da ANS, Leandro Fonseca, disse que a participação do setor privado no debate da saúde suplementar é fundamental. Ele reconheceu que a questão da elevação dos custos é preocupante, mas advertiu que este não é um fenômeno exclusivo do Brasil, e complementou destacando que, em relação à incorporação de novas tecnologias obrigatórias, a alternativa é incluir novos procedimentos que tenham melhor relação entre custo e efetividade em termos de benefício à saúde do beneficiário.

Reinaldo Scheibe, presidente da Abramge, chamou a atenção de todas as autoridades presentes para qual a saúde que pode ser oferecida no Brasil? Este questionamento é um desafio que deve ser encarado tanto pelo setor privado quanto público de saúde. Não é possível dar tudo a todos! É preciso haver um meio termo com foco na saúde coletiva. Atualmente o individual, com melhores condições financeiras, tem ganhado privilégios no Judiciário, prejudicando o mutualismo – corrente de arrecadação coletiva.

O presidente da Abramge encerrou sua apresentação agradecendo a oportunidade de expor parte dos desafios da saúde suplementar e parabenizou a iniciativa da CNI e do SESI pela realização do evento afirmando que a indústria tem que continuar a participar ativamente das tomadas de decisões do setor.

Com informações da Agência CNI de Notícias

 

Compartilhe este conteúdo:

hospitalar 01Atendendo convite, o presidente da Abramge Reinaldo Scheibe participou mais uma vez da abertura da Hospitalar. Agradecemos o convite e desejamos um ótimo e produtivo evento para todos!

cnsaudeDurante a noite de 26 de março, terça-feira, Reinaldo Scheibe esteve presente à Cerimônia de Posse da Presidência, bem como da Diretoria, da Confederação Nacional de Saúde (CNSaúde) para o triênio 2019-2021, realizada no Brasília Palace Hotel, em Brasília, Distrito Federal.

reinaldo-scheibe dep-antonio-brito 01O Deputado Antonio Brito (PSD-BA), reeleito pela terceira vez consecutiva para representar o maior estado do Nordeste brasileiro na Câmara dos Deputados, recebeu Reinaldo Scheibe, presidente da Abramge para tratar de temas relativos à saúde nacional.

reinaldo-scheibe gabinete 01O Deputado Federal Hiran Gonçalves (PP-RR), oftalmologista de formação, presidente da Frente Parlamentar da Medicina (FPMed), recebeu em seu gabinete Reinaldo Scheibe, presidente da Abramge, e Frederico Borges, coordenador de Relações Institucionais e Governamentais da Abramge.

lancamento-sus-30 a
Foi realizada na noite de 5 de dezembro no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo, a premiação “Líderes da Saúde 2018”.

visita-ao-senado

Eunício Oliveira (PMDB-CE), Presidente do Senado, recebeu Reinaldo Scheibe e Carlito Marques, presidente e secretário-geral da Abramge durante o início da noite de terça-feira, dia 4 de setembro.

reinaldo-sindhosp-02

O Presidente da Abramge Reinaldo Scheibe compareceu na noite de 27 de agosto, à Câmara dos Vereadores de São Paulo para participar da homenagem aos 80 anos da fundação do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo (SINDHOSP), iniciativa que partiu do vereador Paulo Frange (PTB).

oficio-30-horas

Lideranças e representantes de entidades do setor da saúde reuniram-se, na quinta-feira, 19/7, com o secretário adjunto de Saúde do Estado de São Paulo, para apresentar os impactos que a aprovação do projeto de lei (PL) 347/2018 trará ao sistema de saúde.

FENAESS1

No final da tarde do dia 22 de maio durante a Feira Hospitalar, Reinaldo Scheibe foi agraciado pela Fenaess – Federação Nacional dos Estabelecimentos de Serviços de Saúde

Reinaldo Scheibe participou na tarde do dia 22 de maio da abertura da Feira Hospitalar que nesta edição completou 25 anos. Na ocasião foi ressaltada a importância do evento para o mercado da saúde na América Latina

No último dia 27 de março, as operadoras associadas à Abramge elegeram Reinaldo de Camargo Scheibe para ocupar a presidência da entidade, pelo período de 2018 a 2021, cargo que já atuava desde 2016, quando da saída de seu antecessor Cyro de Britto Filho.

seminario CNI principal

Atenta aos cenários presente e futuro da saúde suplementar e seus impactos nas empresas da indústria, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Social da Indústria (SESI) realizaram em Brasília

Reuniao-ANS-23022018

Em visita à sede da ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar, Reinaldo Scheibe e Carlito Marques, presidente e secretário-geral da Abramge realizaram reunião com Leandro Fonseca, Diretor-Presidente Substituto e Diretor de Normas e Habilitação das Operadoras, e Karla Santa Cruz Coelho, Diretora de Normas e Habilitação dos Produtos.

3

No último dia 6 de dezembro a Organização Nacional de Acreditação – ONA ofereceu coquetel com a participação de diversos convidados do setor de saúde, dentre eles, o presidente da Abramge Reinaldo Scheibe

presidente-abramge-receita-federal-1

Reinaldo Scheibe, presidente da Abramge, dentre outras lideranças da saúde brasileira, sob a coordenação do presidente da Confederação Nacional de Saúde, estiveram reunidos com o Secretário da Receita Federal, Jorge Antônio Deher Rachid, na tarde do dia 28, em Brasília, para tratar sobre a alta incidência de carga tributária no setor.

5-conahp-site

Reinaldo Scheibe participou da mesa de abertura do 5º Conahp - Congresso Nacional de Hospitais Privados, em São Paulo, que contou também com as presenças de David Uip, Wilson Pollara, Solange Beatriz, Francisco Balestrin (anfitrião do evento), além de demais personalidades do setor de saúde.

ethicon

Com a participação de mais de 200 cirurgiões de referência de São Paulo, o presidente da Abramge Reinaldo Scheibe foi um dos debatedores do painel “Os novos modelos de remuneração no mercado da saúde” no dia 21 de novembro de 2017 do Ethicon Talks – uma série de eventos organizada pela Johnson & Johnson que busca levar conhecimento e tendências do mercado de saúde aos diversos profissionais do meio.

audiencia-publica-comissao-assuntos-sociais

Reinaldo Scheibe, presidente da Abramge, participou em 19 de setembro de 2017 da Audiência Pública realizada pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado Federal com o objetivo principal de debater sobre os reajustes dos planos de assistência à saúde, além de instruir os seguintes Projetos: - PLS 433/2011, de autoria do Senador Inácio Arruda, que “altera a Lei nº 9.656, de 3 de junho de 1998.


Rua Treze de Maio, 1540 - Bela Vista - São Paulo - SP | CEP.: 01327-002 | Tel.: 11 3289-7511
© 2014 - Todos os direitos reservados